CAPRINOCULTURA VALE DO  CONTESTADO

 

HISTÓRIA DE EMPREENDEDORISMO DE SUCESSO DE EDSON A. SORGATO

(contada por ele mesmo).

 

 

ASSIM COMEÇOU UM SONHO !!!!!

Um certo dia um malacado que nen eu que planta tomate e pimentão e algumas coizinha de milho.

Formado em técnico agropecuária , resolvo mudar drasticamente de função visto que a cada final de safra o retorno não era o esperado e com uma mão de obra fraca e de poucos especialista com final sempre acabando em ministério do trabalho e ali sim cheio de incertezas porque poucas palavras boas e corretas não servem de nada para esse Brasil.

Resolvo desmanchar algumas casas de empregados e aproveitar o meu barracão para a então sonhada atividade nova...... Que a anos sempre pensou em fazer .... Montar uma cabanha de

caprinos, escolhemos a raça , fizemos com as próprias mão o tão sonhado aprisco para caprinos.....assim começamos com maior amor a nova atividade que compreende em criar e produzir fêmeas e machos tanto para reprodução como também para abate .

Morando na região de serra catarinense com altitude de mais ou menos 1100 metros, vale do contestado ,resolvemos escolher o nome de nossa tão sonhada atividade, EM HOMENAGEM A HISTÓRIA DE SANTA CATARINA, GUERRA DO CONTESTADO E ASSIM NASCEU A TÃO SONHADA:

PENSAR GRANDE,COMEÇAR PEQUENO,ANDAR DEPRESSA!!!!

CABANHA VALE DO CONTESTADO CAPRINOS BOER!!!! RAÇA PURA!!!!

O potencial para crescimento da caprino-ovinocultura é do tamanho do Brasil

O mercado de ovinos e caprinos tem crescido nos
últimos anos, voltado à produção de carne, mas tem tido dificuldades
para se expandir como deveria. A demanda é bem maior que a oferta, mas o
produto nacional é caro e não compete com o importado, principalmente o
uruguaio. E o nosso produto é mais caro porque o nosso custo de
produção, sem economia de escala, não consegue se reduzir. Os
frigoríficos relutam em investir em plantas específicas inclusive para
exportação, porque não confiam num abastecimento regular. E os
produtores relutam em produzir sem uma certeza da venda e do abate da
sua produção.

Apesar de haver uma grande demanda não atendida, o
consumo geral é muito baixo. Além de não haver tradição de consumo, quem
não conhece e decide provar, se desilude quando arrisca a consumir
carne de cordeiro ou de cabrito caipira de baixa qualidade - animais
tardios e não melhorados, e para completar, abatidos na clandestinidade,
sem qualquer tipo de inspeção sanitária.

Mesmo com todas essas dificuldades, o setor tem se
expandido, o mercado de reprodutores puros de ovinos e caprinos não pára
de crescer e já temos rebanhos com qualidade genética equiparada à do
1o. Mundo.

PROPRIETÁRIO: EDSON ADALBERTO SORGATO.

FONE: (49) 9975 7641 OP/ VIVO.CAÇADOR .ESTADO: SANTA CATARINA.